Sunday, 4 March 2012

I don't how how she does it either!

I found myself today watching I don't know how she does it and dangerously thinking “Oh my God, this movie is about me!” I thought this was another silly movie (maybe it is) but somehow it was a wakeup call to my messed up inner mind. Despite the fact of thinking that Sarah Jessica Parker can only play one role in her life: herself or Carrie Bradshaw (I hadn’t decide yet), the movie surprised me and most important of all, made me think.

This all started last Friday, when alone in my room, sick in bed, I ended up watching the photos of my year in England. All the sudden I was crying like a baby and I can’t tell you exactly why. When I find myself this way, feeling sorry for myself (shame on me, I know) I always end up reading my favorite post on this blog and thinking: if I could figure this out, why can’t I live more on the edge this way? Somehow, the movie talks about the same thing I tried to stand out on that post: we can’t always be good at everything and we need to learn to live with that. We need to stop making lists, we need to stop thinking in what we could have done better and instead of that we need to get our asses out of the sofa and go the real world figuring that out. And once there, we are going to realize that are some things that we just need to let it go, so we can do something good out of our lives.

Time flies and you don’t even notice. Last February, I entered at the Premiere Vision venue and I asked my colleagues “Doesn’t it look like we were here yesterday?” and they agreed with me. But no, 6 months happened in our lives since then. On those 6 months some of my friends got married, some got pregnant, some had kids, some moved to another country… I guess one of the reasons why I started crying while looking at my pictures of England it’s because I only run older. Of course I had some good moments in my career and in my personal life but nothing outstanding. I guess I was having my job done and letting my life happen. We should not stick to one victory or two once a month, we need to struggle to get to the end of the day and think to ourselves: "This was a good day, I’m proud". 
Of course we all have bad days and we need those bad days so we can enphasise the good ones. Of course this is a lot easier to write than doing it at all, we always think that tomorrow is going to be better but guess what (reminding me that this a blog about fashion): Tomorrow is the new Today! And if you don’t do anything for yourself, than nothing is going ever to happen. 

Maybe I’m writing all this crap now, after a weekend spent at home feeling sick, and next Sunday I’m going to be as “not-that-happy-but-ok” about my life as I was some days ago. But I also believe in the power of writing and noting down my moments of awareness so next time I feel sorry for myself, I can read not only that one post like this one, forcing myself to slap me in the face and moving on. Yes you can be a better daughter, yes you can be a better friend, a better worker, a better lover, a better sister, a better person. You just need, like in the moment this photo was taken on one crazy "singing jukebox songs so loud I can't hear myself Friday" in Bristol, not to think much about the past and make the future, the tense you want to live every single moment of your life. You (I) need to dare more. Starting now...


17 comments:

  1. Estou para ver esse filme à tanto tempoooo :)

    ReplyDelete
  2. A verdade é que todos temos momentos desses. Momentos em que pensamos que o tempo corre e a nossa vida continua parada.
    Mas vais ver que essa sensação vai passar... passa quaseeee sempre :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. A questão é essa Joana. Não deixar que a sensação passe. Se a sensação existe há que tentar que algo mude, pequenas coisas que podem fazer toda a diferença na nossa vida e de quem nos rodeie. Um telefonema, uma atenção, correr um risco...

      Delete
  3. Adorei este post, é tão verdadeiro !
    Eu acho que devemos ter noção que devemos ser nós a comandar a vida, mas também se fosse todos os dias o nosso pensamento algumas prioridades alteravam-se... : )

    http://thediariesofmissbad.blogspot.com/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada Miss Bad, fico mesmo contente por terem paciência para me lerem quando entro no modo mais introspectivo :) Obviamente isto são rasgos de nitidez que temos de longe a longe e ainda bem que é assim, caso contrário não conseguíamos dormir de noite.

      Delete
  4. É verdade!!

    Gostei muito do teu desabafo Raquel!
    Acho que anda por aí uma onda de falta de coragem, o que nos deixa naquela do «deixa andar» = not good! Temos que fazer mais por nós, e principalmente não nos acomodar :)

    E acredito.. tudo aquilo que já vives-te faz parte de ti, nada é em vão!

    Beijinho,

    sara

    ReplyDelete
  5. podes imaginar que este é o teu post mê purfurido neste blog since algum tempo.
    ter essa sensação é boa de quando em vez, mas causa ansiedade e rugas precoces, às vezes é preciso relaxar mas não demasiado, tem isso em mente todos os dias!

    ReplyDelete
  6. :) Obrigada Sara e Carrot. Sei que ando em falta com a escrita mas às vezes não sei se o devo fazer aqui onde tudo deveria ser tão mais... Light. Mas soube bem o fim de semana de reflexão e espero que não se traduza em rugas nos próximos tempos!

    ReplyDelete
  7. Bem... Estas palavras podiam ser minhas, sem dúvida!

    **

    ReplyDelete
  8. Deixa lá isso. "Sem dúvida que há horas más, tais como aquelas que têm todas as pessoas que nada conseguiram alcançar", já dizia o nosso amigo K. E, depois, apagas a foto.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Eu adoro esta foto exactamente por todos os motivos que tu não gostarás!

      Delete
  9. tenho uma lagrimazinha no canto do olho! :( mas uma lagrima boa! as vezes precisamos mm de desabafar, é optimo para recarregar energias.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oh! Acho que isso é bom, como li uma vez, o problema não é começar a chorar ao descascar uma cebola, o problema é não conseguir parar. Sim às vezes precisamos mesmo de desabafar para renovar a alma, principalmente se dizendo-o em voz alta ou neste caso, num blog :)

      Obrigada!

      Delete
  10. Li este post e o "Queen of my castle" e reforço ainda mais o que disse à minha prima hoje quando acordei a pensar que ias ter um bebé! Foste o tema do nosso pequeno almoço.
    Só há cerca de um ano é que comecei a ler blogs, em vez de ver só as fotos e mudar de página. Comecei a querer saber o que estava por trás do outfit post e ainda bem. A minha opinião sobre ti é muito simples: AWSOME! Podia ser por teres CH's com o teu nome ou por ires ao Mónaco comprar LV. Mas não é. É porque não deixaste que isso te definisse. Admiro-te imenso por não te deixares levar por show offs e por manteres a cabeça no sitio e sempre com vontade de evoluir. Não queres estagnar e queres ser sempre melhor e viver mais. Acho óptimo! But give yourself a break, the ones that matter will always feel that you're the best!! I know I do!!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oh a lagrimita agora foi para mim... Poça Maria Inês assim vale a mesmo pena partilhar as minhas tralhas e afins. Muito obrigada, nunca pensei que fosse tema de conversa do pequeno almoço de ninguém, uma honra. Ah e o sonho ainda mais! Obrigada!

      Delete
  11. Li-me neste post, este foi o meu ano o ano que passou, que tantas vezes me questionei o que é que eu andava a fazer com o raio da minha vida e quando tentava mudar sentia-me completamente impotente como se alguma coisa me estivesse a prender... pedi, mas pedi mesmo com muitaaaa força que 2012 fosse por favor um ano de mudança para mim ou provavelmente poria a hipótese de ir embora de portugal. Graças a deus alguém me ouviu e aqui estou renovada ou pelo menos é como me sinto...por isso acredito que toda esta tua fase vai passar e que amanhã vai ser msm um dia melhor e não mais um dia qualquer! beijo***** e cabeça para cima!

    ReplyDelete

I believe in the power of Love! Thank you for coming and sharing.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...