Wednesday, 31 October 2012

Black is the new Black!

Zara faux leather leggings; Zara animal print jeans

Zara mini skirt; Pull & Bear cotton tights

I can predict a dark, dark Winter.... Now all I need is a warm long coat and to get blonder!

*

Depois de tanta cor o preto veio para ficar, se é que alguma vez chegou a sair. Por vezes saio de casa num look preto total e sou questionada com alguma facilidade do porquê do meu luto. É apenas uma opção cromática como outra qualquer e para melhorar os meus looks preto integral, penso que apenas me falta um bom sobretudo e... Porque não? Clarear um pouco o cabelo. Afinal: blonde girls have more fun!


Happy Holloween to all of you!

Tuesday, 30 October 2012

Em Portugal não se ditam tendências, mostram-se identidades.


Pequeno texto crítico que escrevi sobre as tendências encontradas no nosso país, ou melhor sobre a falta delas, no âmbito do último Portugal Fashion e também Moda Lisboa. Directamente ligado a este excepcional pensamento desenvolvido pela Fashion Thinker Joana sobre o ADN na moda portuguesa. Espero que gostem deste registo um bocadinho mais sério. Podem ainda ler aqui o meu artigo "O que se calça no Portugal Fashion" no Portuguese Soul.

Depois de um mês em que a moda se apresentou ao mundo, começando por Nova Iorque e acabando em Paris, com passagem por Londres e Milão, é sempre de forma um pouco acanhada que as semanas de moda mais desconhecidas, tais como as nossas, ficam posicionadas no mapa mundi desta indústria. A discrição com que a nossa moda passa para o mundo, fica-se não só pelos jornalistas internacionais que pouca ou nenhuma importância lhe dão, como pelos próprios designers, que não podendo competir com os orçamentos de uma qualquer “maison” internacional, parecem ficar a anos de luz do que é feito lá fora. O Portugal Fashion é apenas mais em exemplo disso, e fácil de entender, tendo em conta de que estamos a falar de estratos completamente diferentes, contra os quais os nossos designers, com pouco apoio e por vezes até com bastante esforço, não podem competir.

Uma coisa que parece transversal a muitos dos nossos designers no entanto, são as tais tendências ditadas anos antes em feiras parisienses e que fazem com que em muitas das semanas da moda internacionais haja uma homogenia no que diz respeito a cores, cortes e estampados. Talvez por não terem uma pressão do mercado internacional tão vincada, os nossos designers parecem simplesmente fazer aquilo que lhes agrada, continuando com as estórias que começaram a contar noutras edições ou rompendo totalmente com estilos anteriores. 
Se assim não fosse não teríamos um Alves/ Gonçalves em tons de preto e branco e um Miguel Vieira recheado a fluores e cores “candy”. Não teríamos uma colecção Buchinho Resort tão “clean” e estilizada e outra Anabela Baldaque tão cheia de tudo em linhas que se cruzam de forma caótica. E se Storytailors, continua a mostrar os corpetes que os tornou famosos, ao mesmo tempo que trazem para a passerelle padrões futuristas e formas que não esperaríamos deles, Diogo Miranda mantêm-se fiel aos seus vestidos de costas abertas femininos, acrescentando no entanto uma linha mais desportista e atrevida que nos transporta para um imaginário Nova Iorquino. Apenas Felipe Oliveira Baptista, pela experiência internacional e background profissional que tem, parece não surpreender de ano para ano, mantendo-se sempre no Olimpo da moda nacional.

A edição Time Line deste Portugal Fashion pareceu não responder a cânones de estética, e ditar quais são as tendências que daí ficam não é tarefa nada fácil. Acho que cabe a cada um absorver o que foi feito e tirar partido daquilo que melhor nos veste. Sem dúvida terá sido isso que os nossos designers fizeram, lutar pela individualidade uma vez que apenas assim mantêm a sua identidade. 

Causal Saturday


Walk out into velvet
Nothing more to say
You're my favourite moment
You're my Saturday




I'm wearing:
Mango dress* Zara shirt and boots* Celine bag* Tiffany & Co. Necklace

Friday, 26 October 2012

Seeing stars


This week we had a crazy sunny day, it almost looked like Summer again. You can't imagine how happy these days make me feel. Just a scent of Summer is enough to had a big smile to my face. And at days like this, during Autumn season but hot like hell, we can play with garments we usually keep to wear during nights out or even Summer. In this case the playsuit that belongs to Zara's new collection but I bought thinking only about clubbing. And the boots, sure the boots. Also from Zara, these boots were love at firts sight. I think they are one of the most amazing ankle boots I've seen lately, I just love the patent leather and the edgy design. And trust me, they were made to be worn with your legs off. 
The highlight of this look though, are the sunglasses, kindly given by Sunglasses Shop, a e-commerce with a large range of sunnies at discounted prices, worth to check. These are from Dolce & Gabbana Summer collection, and of course I chose the stars print that made this collection so iconic. I hope you like my mix & match "seeing stars" look. Have a nice weekend!

*

A noite anterior já prometia, mas Terça Feira amanheceu com um calor com cheiro a Verão. Em dias como este, intercalados com a chuva e vento que tanto odeio, um sorriso instala-se no meu rosto e ninguém o consegue tirar. Apetece-me comer ameijoas à bolhão pato numa esplanada, beber finos ao final da tarde junto ao mar e passear pelas ruas da Baixa da cidade. E claro... Ir ao armário que ainda está carregado de roupa de Verão, nostalgicamente escolher uma peça bem fresquinha para vestir. Desta toma o playsuit da nova colecção da Zara, que apenas tinha usado para uma saída à noite em Lisboa e que mentalmente tinha reservado apenas para ocasiões assim. Uma vez que é aberto nas costas, estas são para serem mostradas, mas apenas a temperaturas que somente lugares fechados nos podem proporcionar e não durante a azáfama do dia-a-dia em pleno Outono. A ocasião no entanto fez a excepção, e confesso que durante a tarde até tive um pouco de calor com as meias, apesar de adorar a conjugação do "polka dot + polka dot", ora leiam lá o nome do blog. Botas ora pois, porque apesar dos 26º já não estamos no Verão, e eu vou usar estas botas (pelas quais estou perdidamente apaixonada) quantas vezes puder, principalmente com as pernas à mostra, a melhor forma, creio, de as conjugar já que são tão bonitas.
Destaque para os óculos com o estampado de estrelas que marcou o Verão da Dolce & Gabanna, e no modelo cat eye ao qual me pareço ter rendido. Digam lá pelo meu sorriso se não pareço estar a ver estrelas...  Bom fim de semana a todos!







Photo Credits: Mafalda Nunes

I'm wearing: 
Zara playsuit and boots* Topshop denim shirt* Cambridge Satchel Company bag exclusive for Asos* Oysho tights* Dolce & Gabanna sunglasses gifted by Sunglasses Shop* My mother's vintage silver necklace

Wednesday, 24 October 2012

Best of Portugal Fashion TimeLine


Just like I did the last editions, this post is abou the best shows I saw in Portugal Fashion, the ones that make me feel "Portuguese do it better" (and they do). For the occasion I chose three designers: Luís Buchinho, Diogo Miranda and Felipe Oliveira Baptista. The three of them showed very different collections, but some reason they are in my podium. 

Luís Buchinho, whose last show you could see here in the blog, presented a small but exquisite collection. Loose shapes, structured playsuits and blocks of grey and white were some of the reasons why I loved it so much. 

Diogo Miranda is the Portuguese designer I talked the most here in the blog. You could see his last Spring/ Summer collection here, as well as my looks with his pretty dresses here, here and here. The collection had three mottos: sporty, couture and fetish and it was really interesting to check how he succeed in all of them with beautiful, edgy and feminine garments.

Felipe Oliveira Baptista was never spoken here before, but he must be one of the most well known Portuguese designers. Creative director of Lacoste, he's famous for his sporty chic signature. This collection just stole my heart. 

Here you have some picture I took (I had a bad time while doing it, because the lights this year were crazy!) but you can and should check all the photos and shows at Portugal Fashion Facebok page. Let's proceed in Portuguese now...

*

À semelhança de outras edições, vou apenas falar dos desfiles que mais gostei, aqueles que me fazem recorrer à expressão tão usado por estas alturas aqui no blog "Portuguese do it better". Caso queiram saber a minha opinião sobre qualquer outro desfile podem usar a caixa de comentários a vosso bel-prazer para perguntar. Pelo post fico-me pelo top três: Luís Buchinho Resort, Diogo Miranda e Felipe Oliveira Baptista. Estas imagens foram captadas por mim, num puro exercício de esquizofrenia fotográfica, apesar do prazer que fotografar me dá. As luzes dentro da sala não facilitavam minimamente a tarefa e, de perspectiva para perspectiva, tinha de alterar as definições da câmara para que as fotos não saíssem queimadas. Para verem as fotos oficiais dos desfiles podem e devem consultar a página de Facebook do Portugal Fashion. 


Luís Buchinho Resort 




Já em Março Buchinho tinha sido motivo de destaque aqui no blog com a sua colecção knitwear. Esta colecção resort não era muito extensa, no entanto mostrou desde o primeiro coordenado ser uma colecção também vencedora. Buchinho mostrou algumas calças mas vincou de raiz que a sua aposta estava nas pernas descobertas. Vestidos, túnicas e playsuits que fizeram as delicias de quem via o desfile. Peças simples, fluídas ainda que estruturadas, não deixavam margem para dúvida o porquê da arquitectura como uma das inspirações da colecção. O cinza gelo caminhou de mão dada com o branco mate e ainda com umas pinceladas de cor. A proximidade aos manequins, graças à nova arquitectura do espaço, permitiu ver a qualidade dos tecidos e dos acabamentos, o que acabaria por confirmar em mão nos bastidores. Caso para dizer que o brilhantismo está nas coisas mais simples, que acreditem ou não, são as mais difíceis de concretizar. 

Diogo Miranda




O Diogo será sem dúvida um dos designers Portugueses mais mencionados neste blog. O ano passado mostrei a colecção dele de Verão, assim como os meus looks com os seus vestidos de sonho: aqui, aqui e aqui. Era por isso com grande expectativa que esperava este desfile. Não é comum que um criador tão jovem tenha já tantas provas dadas e por isso não foi uma surpresa que o aplauso mais entusiasta da noite tenha ido para ele. O Diogo dividiu a colecção em três directivas: sporty, couture e fetiche, e apesar de não haver uma linha imaginária que dividisse as três influências, estas eram facilmente perceptíveis em diferentes coordenados que harmoniosamente iam surgindo na enorme passerelle do Portugal Fashion. De reter os bombers com volume XL, os verdes água que nos transportam para um imaginário mais romântico, e os vestidos de noite e cocktail, femininos e sensuais q.b., uma marca já registada do Designer. Diogo é um dos poucos designers que parece entender perfeitamente o que fica bem numa mulher. Usaria tudo.

Felipe Oliveira Baptista




Não é por acaso que Felipe Oliveira Baptista é director criativo da Lacoste. Não é também por acaso que seja um dos designers Portugueses mais aclamados internacionalmente. E esta colecção veio mais uma vez lembrar-nos porquê. Fiel ao seu estilo "sporty chic", FOB apresentou uma colecção colorida, inspirada nas formas de expressão citadinas como o hip hop e o graffiti. Os padrões, apesar de fragmentados, fazem lembrar um qualquer animal print ainda por inventar, talvez a dessa tal de mulher cosmopolita que se passeia nas ruas de Paris em pleno Verão. Os corte incisivos em determinadas partes do corpo, trazem uma dose extra de sensualidade a esta colecção. Os all in one todos em pele e mono-colores, fizeram-me abrir a boca de admiração. Era pele, mas parecia jersey tal era a perfeição dos acabamentos e do fluir com a pele. As formas são assimétricas e no entanto coordenadas. As peças eram femininas e sensuais e no entanto fluídas  e folgadas e até um pouco masculinas. Uma selva urbana, foi o pensamento que reti enquanto batia palmas. E Felipe mostrou porque é Felipe Oliveira Baptista, o mais internacional dos nossos designers.

Monday, 22 October 2012

PF TimeLine - Midi dress for day three


Friday was my third and last day of Portugal Fashion this season. It ended up being the best day, by seeing some of the best shows and finding lots of friends. It was also the day that I wore my favourite look from all the three, this grey dress from Bleu Blanc Rouge. The accessories were nude and the make-up was heavier than in the other days once my eyes screamed "We're tired!".
In the next post I'll show you the photos I took of my favourite shows and a little more about the designer's choices. 

*

Depois de um fim de semana muito calminho e sem posts, aqui fica o meu terceiro dia de Portugal Fashion TimeLine (quarto dia de PF, uma vez que o primeiro foi em Lisboa). O dia de Sexta foi longo e se não consegui chegar a tempo para Alves/ Gonçalves às 19 horas, resisti até às duas da manhã, hora em que depois de Michael Bastian a sala finalmente esvaziou. E por muito entretida que possa ter estado entre amigos, confesso que ao fim de três dias, as forças não davam para muito mais. Sábado optei por não ir, e passei finalmente um fim de semana como há muito precisava, em casa num dolce far niente. 

Agora é tempo de regresso ao mundo real, com muito trabalho para ser feito esta semana. O próximo post será sobre os desfiles e coordenados favoritos, mas para já deixo-vos com o último look para esta edição do PF. Um midi dress no meu material preferido: algodão. Confortável e sofisticado ao mesmo tempo, perfeito para o efeito pretendido. Nos pés, os meus fieis Kurt Geiger que têm demonstrado ser os sapatos de salto alto mais confortáveis que tenho. Versão em preto: precisa-se!



With My friend Filipe Fangueiro, from Dsection Mag


Next detail images stolen from My Fashion Script:



I'm wearing:
Bleu Blanc Rouge dress* Sinéquanone fur coat* Kurt Geiger shoes* Celine Trio bag

Friday, 19 October 2012

PF TimeLine - Jeans for day two


Wednesday it was raining cats and dogs when I left the venue. My feet and my clothes got completely wet, so it was no surprise that yesterday I was not in my best shape. My plans for the night were staying at home and  drinking hot tea in my pjs, but last minute I realized that I really wanted to see Miguel Vieira show. So I wore the first pair of jeans I found, I matched them with my super comfy Oleander and added a delicate top and some make up. If I showed you a bebore and after collage, you wouldn't believe. Oh! The wonders of Mac cosmetics and some feathers on your shoulders....

*

Estive até às dez da noite na dúvida do vai não vai. Ao sair do desfile de Quarta chovia torrencialmente e eu fiquei completamente ensopada. Frango de aviário como sou, acordei logo com uma garganta super inflamada e alguma febre tímida, mas que me pesava imenso. Depois de alguns chás de gengibre, mel e limão, um Brufen 600 e algumas horas na mantinha, senti-me não regenerada mas com disposição para sair por duas horas. Queria mesmo ver Miguel, e por isso enfiei umas calças de ganga e umas botas todo terreno, e tentei adornar a coisa com as plumas e maquilhagem. Quinte minutos depois estava fora de casa e não me arrependo de todo. Há certas coisas que têm de ser vistas pelos nossos próprios olhos, live and colours. 

Em relação às fotos, desta toma foram em número singular, fruto da pressa e de falta de paciência para pedir que me fotografassem. Garanto que levei um casaco bem quentinho - há foto no instagram: raquel_twb - mas a sala de desfiles deste ano é tão abafada que é impossível manter os abrigos. (Quanto aos pézinhos tortos, um clássico já neste blog... Desculpem, mas foram anos e anos a usar sapatos feios ortopédicos até perceberem que eram os joelhos que eram mal formados. Não há nada fazer, apenas me lembrar de os endireitar mais vezes.) 

I'm wearing: 
Mango top* Zara jeans* Acne boots* Balenciaga bag and bracelet

Thursday, 18 October 2012

Portugal Fashion TimeLine - My clothes for day one


Yesterday started the TimeLine edition of Portugal Fashion. 4 days and nights of the best Portuguese fashion just some few miles away from my frontdoor. And once more, I'll be here to show you the best shows, the details and of course the looks I know you like to see. For day one I wore my Marni for H&m jacquard loose pants matched with some basics. Soon the designers and everything else... It's show time!

*

Conheço várias pessoas que amam moda mas que não têm grande paciência para desfiles. Não as entusiasma. Comigo acontece exactamente o oposto. Ao trabalhar como stylist eu sei que tudo é minimamente controlado. Se o salto de um sapato partir, substitui-se. Se a maquilhagem estipulada não fica bem numa das manequins, altera-se. Se os nervos são muitos, aguarda-se. Num desfile não existem 120 takes, não há momentos menos bons para enviar para a reciclagem, não há retoques em photoshop. Um desfile, um espectáculo de moda, é pura adrenalina. Há claro um script, há toda uma colecção pensada, coordenada. Mas não existem rewinds. E por isso é tão emocionante e íntimo, partilhar um desfile com outras pessoas. Observar cada pormenor: cabelo, maquilhagem, a expectativa da música, o bailado com a roupa e claro está, o efeito que cada desfile tem numa audiência. Ontem vi três e garanto, todos foram diferentes. 

E o Portugal Fashion é o sitio ideal para que a nossa moda se dê a mostrar assim, sem rede. Um ambiente caloroso, simpático, onde se respira talento e transpira sangue novo. E me é tão familiar que me lembro regularmente, da Claudia Schiffer ficar sem parte do figurino em plena passerelle, na segunda metade dos anos 90. E enquanto a audiência suspirou num impasse, eu sorri. Porque só assim ficou para a história, e os espectáculos de moda não são lembrados por segundos takes. 

A edição TimeLine começou ontem e estarei aqui para dar conta de tudo um pouco do que se vai passando. Começamos pelo mais fácil: os meus trapos. Em breve falarei dos verdadeiros.

PS- O blog terá algumas novidades nas próximas semanas, a primeira delas a inclusão de textos também em Português. Só agora foram reunidas as condições para que fizesse sentido escrever noutra língua que não apenas em Inglês. Espero que gostem de me ler porque preparem-se... Falo pelos cotovelos.






Zara top and shoes* Marni for H&M pants* Lanidor leather jacket* Mulberry clutch* Hermès bracelet

Tuesday, 16 October 2012

Zanita for Stylestalker

A long time ago I posted an iconic editorial from Stylestalker. Remember that blonde model with the white cat? It was my wallpaper for quite some long... Since then, I started to pay more attention to the label, and thanks to -the always inspiring- Australian bloggers, I could learn more and more about the brand and their amazing collections. They now sell for Europe also (you can find it at Asos), but it was one Asutralian blogger who shot the last editorials. Zanita, who else? One of the best photographers blogging on the block. Have a look: 









Monday, 15 October 2012

Gone with the Wind


My hair, my clothes and almost myself. Note to self: avoid high spots on a windy days, mainly if you want to take some pictures. It can be a really difficult task.

Some days ago I went to the presentation of Calvin Klein Dark Matter make up, and had myself a make-over. My skin became more pale, my lips dark purple and my nails autumn green. Although I like to try different things, I must admit this kind of make-up is not my cup of tea, mainly the purple lipstick. But it was good to try for once, and why not, having it again for a special occasion. This day I was wearing a sweatshirt, breaking the sporty cotton with some lace and a silky shirt. The leopard slippers are one of my favourite shoes at the moment. They just suit everything and I don't feel like Hugh Hefner and his slippers at all.








Photo Credits: Mafalda Nunes

I'm wearing:
Zara shirt* Oysho sweatshirt* Zara jeans and slippers* Carolina Herrera bag* Prada sunglasses
Calvin Klein Dark Matter make-up and nailpolish
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...