Monday, 18 March 2013

Em busca do The One


A data! A data.... Não pode haver vestido, nem Dj, nem decoração se não houver data. Data escolhida. Aquela data. Aquela que sempre foi. Aquela que tem de ser.
Visitar o primeiro espaço para a festa.. É tradição de família. É perto, é intimo, fica-nos bem e... Tem a data disponivel. Porém... Algo de errado. Os menus, as regras. Os meus convidados dançam até que horas quiserem. Que se lixem as regras. E assim vem o segundo e não foram preciso três. Um sítio conhecido diria popular. Boas referências de todos os lados. E eu não conhecia.
 Horas antes. Viagem para Guimarães, descrente.... Mais do mesmo achava, não quero uma quinta, perda de tempo. Chovia ou orvalhava não sei. E de repente tudo me começou a agradar. Tudo me parecia familiar como casa. As plantas que se erguem dentro do salão de festas, as enormes rochas de granito. O cheiro a eucalipto. É este o sitio pensei. O sítio que cheira à minha infância. A data? Estava já reservada, não por um. Dois casais. Respira Raquel, respira. Estas coisas dos sítios são como os vestidos, depois de vestirmos o the one não há volta a dar. Abdicar da data? Nem assim, tudo ocupado. Não poderia ser só eu a gostar daquela floresta maravilhosa. E assim em terceiro na lista de espera implorei que houvesse uma solução, que queria, queria aquilo mesmo muito.
Ainda sem data vou aos vestidos. Queria comprar feito pelo sim pelo não. Primeira loja: falhanço total. Meninas de cabelo armado com espuma, vozes irritantemente suaves e claro cheias de razão.

-Vista este. Este é a sua cara.
-Não gosto.
-Mas fica-lhe tão bem.
-Não gosto.
- Pronto então que fazemos?
- Quero experimentar aquele.
- Mas aquele não tem nada a ver consigo, não a deixo casar naquele vestido.
- Mas posso experimentar?
- A menina precisa cá vir outra vez, está muito tensa, não está a viver a experiência.
- Eu não quero uma experiência quero um vestido que me fique bem.

Saí. Desesperada posso dizer. Pensei que seria tão fácil. Ver, chegar e vencer. Passo por outra loja de vestidos. Folheei o catálogo, encontrei um que já me tinha encantado na internet. Em jeito desabafo digo que não quero experimentar, que tinha sido traumático. A senhora passa-me a mão nos ombros, acalma-me: vai ver que a menina vai ser uma noiva xx (introduzir nome da loja). Marco uma visita, passado dias lá estou com a minha irmã. Experimento mil vestidos, gosto de todos, até daquele que me ficam mal. Mas aquele, aquele, o tal the one não está lá. Tentam me mostrar outros parecidos, ficam bem, até poderia ser este ou aquele se eu não tivesse já visto o outro. Onde está? Numa feira de noivas. Marco nova visita e espero.
Telefone toca, é da quinta: Raquel, tenho boas notícias, se calhar vai ser possível, se a lua se cruzar com Marte as 00:01 de hoje. Ora bem, vamos esperar.
Telefona toca novamente, é da loja de vestidos. O vestido não vem a tempo continua em feiras. Não quero experimentar outro, não quero mandar fazer, quero aquele, nem que seja para detestar.
Telefona volta a tocar quando estou a dormir: Raquel a data é sua. Conseguimos que Y e Z fossem para outra data/ sítio. Explosão de alegria por dentro. Agora sim, estava a começar. Padre? Done. Tudo a correr pelo melhor. 
Ligo para a loja do vestido: Ainda não chegou continuamos em lista de espera. E assim 3 meses. Sonhos com o vestido, conversas sobre o vestido, tudo gira em volta do vestido, o the one. E finalmente vejo o número da loja no visor:

- Menina Raquel o seu vestido chegou, tem de vir experimentá-lo o mais rápido possível, temos de o enviar de volta.
- Mas eu estou em Sierra Nevada, não o posso experimentar já.
- Ai menina então venha a correr logo que chegue.


Mais uma vez o vestido na minha mente. Chegou finalmente e com ele novos receios: e se não for como o imagino em mim?
Chego e vou directa à loja, ali está o vestido pendurado. Implico logo com a cor, parece-me menos branco que os outros (não era), e mais pesado do que os outros (também não), e mais engelhado do que outros (é do tecido, explicaram-me). Esforcei-me para adorar. Não foi sequer gostar, foi para adorar. Mas não. O coração não bateu mais forte e nem com véu e grinalda ele foi lá. Experimento os da visita anterior, experimento novos. Todos me ficam bem dizem. Nenhum ainda convence.
Como se casa quando não se têm o "the one" para entrar na igreja? É que vestido de noiva só vou ter um na vida, creio. E onde está você agora? (alguém grite baixinho como se fosse para o Caetano: "está aqui!")

22 comments:

  1. Tem calma. Ás vezes o que desejamos não nos favorece e noutras é perfeito. O que importa é que te sintas bem. Vai aparecer o teu vestido, acredita que depois de aparecer vais sentir-te mágica!

    ReplyDelete
  2. Raquel, também eu sou uma noiva de 2013! Nunca pensei mandar fazer o meu vestido e o que é certo é que fui a Pronovias em Badajoz mas como não havia o "the one", alguns giros mas não o MEU... não pensei mais, não procurei, porque me conheço melhor que ninguém e cada vestido de noiva tem de ser unico, especial e ao nosso gosto, tudo ao nosso jeito, tudo como pensado, então fiz o melhor mandei fazer a uma estilista bastante conhecida e estou muito, muito expectante, só posso dizer que cada vez que olho para o croqui só penso na primeira prova. Estou confiante porque no croqui esta lá tudo aquilo que eu idelizei para o meu vestido quando chegasse o dia D... Beijinhos e Boa Sorte

    Inês Sousa

    ReplyDelete
  3. Que aventura!!! A torcer para que o 'the one' chegue :))

    ReplyDelete
  4. Que saudades de te ler. :)

    Respira fundo e relaxa. Vais encontrar o "One" mais cedo ou mais tarde. E vais ficar lindíssima tenho a certeza! ;)

    Beijinho*

    ReplyDelete
  5. Olá Raquel,

    Conheces o estilista Reem Acra? Dá uma olhadela aos vestidos que ele desenha.

    Vai tudo correr bem, serás no teu casamento a noiva mais bonita.

    ReplyDelete
  6. Respira que vai tudo correr bem!!!! O "nosso " vestido existe sempre :)
    Beijinho grande

    ReplyDelete
  7. E ele vai estar lá! Acreditaaaaa e não desesperes!

    ReplyDelete
  8. Acredita que ainda o vais encontrar :). Eu também vou casar este ano e experimentei montes de vestidos (Pronoivas, Rosa Clara, Aire Barcelona.... etc.). No fim, quando vesti um Saint Patrick senti que era o tal. No Porto, só são vendidos pela Galera Noivas, já lá foste?

    ReplyDelete
    Replies
    1. Não, nem nunca tinha ouvido falar. Onde fica?

      Delete
    2. Fica na Rua 31 de Janeiro! Quem desce é do lado direito! É este o site, para veres contactos: http://www.galeranovias.com/

      Delete
  9. Adorei o post, mais houvesse mais lia, talvez por eu ser uma fã incondicional de casamentos, por sonhar com o meu há anos e até ir preenchendo uma documento com pequenos pormenores que vejo em outros casamentos, filmes, revistas, mas acho que quando chegar o momento nem vou usar esse dito documento. O "The One" vai aparecer e devo dizer-te que o desta imagem para além de lindo, acho que fazia idealmente o teu género, mas eu adoro vestido em que o pormenor forte sejam as costas, acho sexy e elegante ao mesmo tempo. Parabéns pela data e vai-nos dando o prazer de te ler e viver ctg estes momentos de preparação

    ReplyDelete
  10. Tenho sentido mesmo! ainda sem data, mas já a procurar vestidos e não ha 1 que encha as medidas! st patrick tem vestidos giros, o da pipoca foi de lá. beijinhos e boa sorte

    ReplyDelete
  11. http://mariaguedeslisboa.clix.pt/2013/01/bridal-frenzy.html

    Maria Guedes. The best!!!

    Bjinhos :)

    ReplyDelete
  12. Folgo em saber te viva e com quinta. Só falta ver te com vestidos e sapatos casáveis ( os do instagram contam?)

    Folgo em saber te assim, com gosto por escrever. Respira, Raquel, respira.

    ReplyDelete
  13. Excelente post! Adorei todas as frases!! =D
    Vou ficando à espera de mais pormenores! ^^

    Beijinhos,
    http://touchofpurple.blogspot.com/

    ReplyDelete
  14. Ahahahahah amei o post Raquel!!! :) Pela descrição do sítio aposto que escolheste o encantador PP, right? ;) Vais ver que o vestido que sempre sonhaste vai aparecer, passa no Diogo Miranda que ele tem vestidos lindos de noiva e faz tal como sonhas, tenho a certeza! :) :) Mega beijinho e já tinha saudades de passar aqui e ver mais novidades sobre o casamento!!!!ehehehehe Estou a viver isso tudo, e daqui a 2 meses partilho no meu blogue pormenores de um casamento especial para mim e que tenho a certeza que vais gostar! :)

    ReplyDelete
  15. Isso é tramado Raquel, mas acredita que o The One existe. Eu descobri-o no primeiro dia em que experimentei vestidos. Foi já no final do dia e o último que experimentei, porque já não valia a pena ver mais, era aquele. Encontrei-o numa loja onde nem me apetecia entrar, na baixa de Lisboa. Parecia-me tudo antigo, achei que nunca iria lá ver nada de jeito... Procura em mais sítios que o hás de encontrar. Boa sorte!

    ReplyDelete
  16. Raquel e o "The one" quando aparece??? :) sapatos para noiva, preciso de conselhos.

    Beijinho*

    Inês S.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Inês, o The One não chegou a aparecer. Comprei um vestido muito bonito, o que me ficava melhor de todos o que experimentei mas não cheguei a sentir as borboletas na barriga. Foi uma decisão com um quê de racional. Quando casar mostro aqui imagens. Quanto as sapatos, também já estão encomendados e são uns deste post que fiz com várias sugestões: http://www.teenieweenieblog.com/2013/01/my-wedding-shoes.html

      Delete
  17. Obrigadoooo pela sugestão :) tenho a certeza que será lindo o teu vestido, o meu mandei fazer na estilista Maria Guedes, porque tal como tu não encontrava o " the one" em lado nenhum, tudo muito visto e batido nas habituais e melhores lojas de noiva como Pronovias e Rosa Clará... por isso mandei fazer o meu, tal como idelaizei, porque não queria "cai cai" nem nada do que se vê habitualmente e claro com o croqui de uma grande especialista e profissional, ficou lindo, lindo!!! tem um toque de romantico também tal como descreves o teu :) sexta feira será a minha primeira prova :)

    Beijinhos*

    Inês

    ReplyDelete
  18. Olá Raquel apesar de não saber se estes vestidos fazem o teu estilo, mas já vistes os vestidos da Rime Arodaky?
    http://www.rime-arodaky.com/lookbook-2013-2/

    ReplyDelete
  19. Raquel, na minha familia ja virou tradiçao serem os da Rosa Clara, existe sempre que nos faz brilhar os olhos *

    ReplyDelete

I believe in the power of Love! Thank you for coming and sharing.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...