Friday, 14 July 2017

Uma década de moda: as novidades, as mudanças, os fails e os clássicos.

Há cerca de dois meses estive no Fórum Coimbra com a Vanessa Martins do Frederica, para juntas falarmos sobre o que tinha acontecido desde que o Fórum abriu, 11 anos antes. Foi uma interessante retrospectiva pois leva-nos exactamente ao ano onde tudo começou: 2006!


Em 2006 apareceu o Twitter que seria a primeira grande rede social e que deu origem a todas outras que conhecemos. Foi também o ano em que os blogs de moda brotaram em força, de 10 mil registados nos Estados Unidos, o número passou para 100 mil no ano seguinte. Bloggers como a Rumi Neely (Fashion Toast) começou a fazer grande sucesso, depois de já ser bem conhecida pelas escolhas que fazia na sua conta do Ebay. 

Os estilistas notaram os bloggers e convidaram-nos para a primeira fila dos seus desfiles, aconteceu primeiro com Dolce & Gabbana. Lojas de fast fashion como a Mango abriram as suas primeiras lojas do outro lado do Atlântico, mais precisamente em Nova Iorque e a H&M começava as primeiras colaborações com estilistas que ainda hoje fazem as delícias dos amantes de moda. 

O mundo digital comunicava tudo isto e carreiras como as de stylist começavam a aparecer, assim como as manequins como estrelas da alta sociedade.  As pessoas começaram a interessar-se mais pela vida pessoal dos famosos, e uma nova janela era permitida graças ao que expunham nas redes. Por sua vez anónimos tornavam-se conhecidos pelos seus blogs que funcionavam como diários de lifestyle, principalmente com foco na moda e na beleza. O fenómeno dos seguidores e do seguidismo surge e com isto também o interesse das marcas em colaborar com bloggers, um tema que até hoje dá pano para mangas e está longe de ter encontrado uma fórmula certa e fechada. 

Tudo isto em 2006, foi realmente um grande ano, não acham?


Quando comecei a fazer esta viagem achei interessante ir saber que peças ou estilos foram tendência na última década. Aqui estão os 9 grandes pontos que encontrei. Aposto que não se lembravam de algumas coisas, lembram com saudade outras e algumas ainda hoje usam porque vieram mesmo para ficar. Vamos daí?


Esta terá sido uma das grandes novidades: skinny jeans. Se hoje usamos todos os estilos e mais alguns, em 2006 os skinny jeans eram o modelo favorito de toda a gente. Entretanto apareceram os boyfriend, os mom e até os shorts, na sua maioria feito em casa, a partir de velhos pares de calças de ganga.


Quando fizemos este talk em Coimbra perguntámos à audiência qual achava ter sido a grande tendência que tinha vindo para ficar e a resposta foi: sapatilhas! A verdade é que praticamente toda a gente ali estava de sneakers calçados, inclusivé eu e a Vanessa apesar de estarmos com roupas que não eram desportivas (um vestido no meu caso e umas calças metálicas e camisa no caso da Vanessa). O mesmo aconteceu com as sweatshirts, os bombers e o que dizer então das leggings?


Nos últimos 11 anos foram tendências vários tons que se afastavam do pantone nude eleito em 2006. Passamos pelos néons, pelos pastéis ou candy colours e até pelo colour block. Como sabem, alguns voltaram a ser tendência este ano, ou talvez nunca tenham ido a lado nenhum.


Começamos pelo calçado: botas acima do joelho ou botas pelo tornozelo. As primeiras sobrepostas a calças, as segundas com vestidos. Isto foi uma grande inovação não acham? Voltaram também as minissaias, o comprimento midi e os crop tops vindos directamente dos anos 90!


Quem se lembra do skort da Zara? Acho que foi das peças mais vendidas e copiadas nesse ano. E das saias (e vestidos) mullet com a parte da frente mais curta? Acuse-se quem não aderiu a esta moda que parece ter desaparecido. Os jumpsuits vieram para ficar, assim como os culottes e o comprimento midi em plissado. 


Nos últimos 11 anos assistimos a tudo: neopreno (atenção ao peplum na peça branca, também ele grande trend), glitter, o grande regresso do veludo, o camuflado como mega-tendência e hoje em dia as flores e bordados. Não nos podemos esquecer também do lettering e mensagens em várias peças. Eu acho que quase todos vieram para ficar!


Eu associo o fenómeno da polipele directamente às leggings. Mas também vimos a pele a ganhar força nos bikers jackets e biker boots. Eu associo esta tendência ao estilo rockeiro que também nos trouxe as tachas, que ainda não depareceram mas parecem ter acalmado um pouco. Grupos como o Inditex lançaram todo o tipo de roupa feita em polipele e os pêlos falsos regressaram em força e em várias formas e estampados (animal print, hello). O ambiente agradece.


Hoje em dia fala-se bastante do pajama style mas ele já chegou há alguns anos. Com ele os slip dresses, também eles semelhantes à roupa de dormir assim como os kimonos. Como não falar também de um estilo que ganhou muito terreno e continua a ganhar: o boho chic.
  

Eu costumo dizer que os acessórios, apesar do nome, fazem tudo menos apenas acessorizar. E sim imprimir cunhos de personalidade aos coordenados, por vezes alterá-los completamente. Para melhor, esperamos. Quem se lembra das Litas Jeffrey Campbell. Ui esse é um tema que dá para muitos caraceteres, mas entre quem teve e amou e quem não teve e destestou, toda a gente se recorda. Estavam nos pés de meio mundo e de repente desapareceram, curioso não é? As jóias statement, os chapéus fedora, e os chokers foram outros dos acessórios chave da última década. 


Esta Vogue é uma prova viva da mudança que ocorreu no mundo da moda na última década. A verdade é que muita coisa ainda está a mudar. Fala-se de millennials, de insta-models, de e-commerces a crescerem como cogumelos e do made in Portugal. Há tanto para falar! Por hoje fico-me por aqui e de certeza que vocês se lembram de mais uma ou outra tendência que foi enorme nos últimos anos, por isso convido-vos a comentar. Entre novidades, mudanças, fails e clássicos, aqui está uma viagem a que quase ninguém ficou indiferente. O que nos trará a próxima década? Apostas aceitam-se!

2 comments:

  1. A colorblock que foi flash, o peplum, as tachas, estas são as tendências que me lembro que estiveram on fire e tem estado bastante adormecidas! Ahhh, e o leopard print, tudo era leopardo... O veludo e o granny shoes também vão passar rapidamente, na minha opinião! Mas outras vieram para ficar e tornaram-se básicos...

    ReplyDelete
    Replies
    1. Absolutamente correcto. Acrescentei ali o peplum que tinha posto a foto da peça em neopreno mas depois me esqueci de referir. É tanta coisa que é uma loucura.

      Delete

I believe in the power of Love! Thank you for coming and sharing.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...